"Aquele a quem o amor toca não anda na escuridão". Platão 427-347 a.C.