“Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância”. Socrates 470-399 a.C.